Seg. Empresarial

Publicado em agosto 28th, 2017 | by Adenilson Campos Guedes

Segurança. 10 Coisas que você precisa saber

Definições sobre o universo da segurança

Em qualquer ciência, um dos pressupostos do bom aprendizado e boa aplicação é o conhecimento dos conceitos fundamentais de forma objetiva. Tendo em vista que as diversas literaturas nacionais que tratam do tema “segurança” não tragam uma definição única sobre cada variação do termo, isso poderá causar certa confusão em relação à sua aplicação, sobretudo para quem não é profissional do segmento.

Dentro deste enfoque, este texto busca reunir algumas definições sobre os principais elementos que compõe a Segurança, a fim de proporcionar ao usuário que busca informações e conceitos sobre o tema uma fonte única para esta informação, conforme a seguir:

 

Definição de Segurança

 

Segurança é a percepção de se estar protegido de riscos, perigos ou perdas. Podemos dizer ainda que segurança seja um estado ou sensação de estar protegido contra ameaças diversas.

Googleando, encontramos no Wikipédia que, “segurança tem que ser comparada e contrastada com outros conceitos relacionados: segurança, continuidade, confiabilidade”. De acordo esta análise, “a diferença chave entre a segurança e a confiabilidade é que a segurança deve fazer exame no cliente das ações dos agentes maliciosos ativos que tentam causar a destruição”. Ainda dentro deste enfoque, encontramos a “segurança como bem comum, que é divulgada e assegurada por meio de um conjunto de convenções sociais, denominadas medidas de segurança”.

 

Tipos de Segurança

Segurança é um termo abrangente e envolve várias ramificações. Sendo assim, alguns dos tipos mais conhecidos são: Segurança pública, segurança privada, segurança orgânica, segurança patrimonial, segurança do trabalho, segurança da informação, segurança eletrônica, segurança pessoal, segurança corporativa e segurança empresarial.

 

Vamos revisar o significado de alguns tipos de segurança?

 a) Segurança Pública

De acordo a Constituição, segurança pública é responsabilidade dos governos federal e estaduais. O Ministério da Justiça é o órgão máximo responsável pela elaboração e implantação de estratégias de combate à violência e à criminalidade. Trata-se de uma atividade exercida exclusivamente pelas Polícias: Federal, Militar e Civil.

 

b) Segurança Privada

Atividade fiscalizada pela Polícia Federal. Trata-se de uma atividade de segurança complementar à segurança pública, exclusivamente no âmbito das organizações. Tais atividades são desenvolvidas por empresas especializadas e autorizadas a exercer atividades de segurança particular.

No âmbito das empresas autorizadas a exercerem esta atividade, existem diversas variações que também podem ser executadas, tais como: Segurança Patrimonial, Transporte de valores, Segurança Pessoal e Escolta Armada.

De acordo a enciclopédia livre (Wikipédia), “segurança privada é o ramo de atividade econômica que tem, por objetivo, a proteção de patrimônios e de pessoas. Enquanto a segurança pública é dever do Estado, a segurança privada é uma faculdade de proteger a si, sua família, seus empregados, seus bens etc., nos limites permitidos pela lei”.

Ainda de acordo o Wikipédia, “no Brasil, a segurança privada é disposta pela Lei 7.102/1983, regulamentada pelo Decreto 89.056/1983 e normatizada pela portaria Nº 3.233/2012-DG/DPF, de 10 de dezembro de 2012”.

 

c) Segurança Orgânica

Tanto quanto à segurança privada, a segurança orgânica também é fiscalizada pela Polícia Federal e trata-se de uma atividade de segurança exclusivamente praticada dentro das empresas que possui quadro próprio de agentes de segurança. As regras para execução e funcionamento são praticamente as mesmas da segurança praticada por empresas especializadas.

Exemplo de empresas que possuem segurança orgânica:

  • Petrobras – cargo: Inspetor de segurança Interna.
  • Shopping Centers: Muitos shoppings possuem quadro de segurança próprio e terceirizado, sendo que normalmente o primeiro cuida do ambiente interno e o segundo do perímetro externo (estacionamentos). Cargo mais comum: Inspetor de segurança.

Existem ainda os agentes de segurança metroviários, constituídos por força da Lei Federal nº 6.149/74 que cria a segurança interna dos metrôs no Brasil. Trata-se de uma atividade executada por profissionais do quadro próprio de colaboradores e normalmente são chamados de agentes de segurança.

 

d) Segurança Patrimonial

Trata-se do setor ou área de uma empresa que cuida exclusivamente da proteção do seu patrimônio no que tange à integridade das pessoas e dos bens materiais da organização. Atividade executada por serviços de segurança privada terceirizada ou própria (segurança orgânica), constituídas por vigilantes (ou agentes de segurança, inspetores, etc.) executando os controles necessários para a preservação do patrimônio dentro da organização.

As tarefas de um processo de segurança patrimoniais mais comuns são:

  • Controle de acessos (pedestres mercadorias e veículos);
  • Controle de materiais e estoque;
  • Prevenção de furtos e roubos;
  • Vigilância ostensiva.

Em resumo, a atividade de segurança patrimonial visa controlar riscos ao patrimônio da entidade e à integridade física das pessoas.

 

e) Segurança do Trabalho

A segurança do trabalho é uma atividade desvinculada da segurança privada ou orgânica. Cuida exclusivamente das questões relacionadas à proteção da integridade física do trabalhador em questões como: prevenção de acidentes, riscos ocupacionais, etc. Cuida da saúde e da segurança dos colaboradores de uma empresa. Trata ainda dos assuntos ligados à CIPA. Alguns cargos nesta área: Técnico de segurança do trabalho, Engenheiro de Segurança do Trabalho, Médico do Trabalho. Esta atividade é fiscalizada pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

Conforme citado no site Wikipédia, “a Segurança do trabalho (ou também denominado segurança ocupacional) é um conjunto de ciências e tecnologias que tem o objetivo de promover a proteção do trabalhador no seu local de trabalho, visando à redução de acidentes de trabalho e doenças ocupacionais. É uma das áreas da segurança e saúde ocupacionais, cujo objetivo é identificar, avaliar e controlar situações de risco, proporcionando um ambiente de trabalho mais seguro e saudável para as pessoas”.

Destacam-se entre as principais atividades da segurança do trabalho:

  • Prevenção de acidentes
  • Promoção da saúde
  • Prevenção de incêndios (neste caso, a segurança patrimonial também atua preventivamente auxiliando a segurança do trabalho, pois envolve também a proteção do patrimônio).

 

f) Segurança da Informação

É uma das ramificações da segurança que trata exclusivamente da proteção relacionada à área da TI – Tecnologia da Informação. Envolve a proteção de dados, segurança contra ataques virtuais, riscos virtuais, segurança de dados, etc. Abrange ainda a proteção dos ativos documentais para evitar que as informações cheguem ao conhecimento de pessoas não autorizadas. Envolve também a proteção de arquivos físicos e eletrônicos.

A enciclopédia livre (Wikipédia) destaca que, “a segurança da informação (SI) está diretamente relacionada com proteção de um conjunto de informações, no sentido de preservar o valor que possuem para um indivíduo ou uma organização. São propriedades básicas da segurança da informação: confidencialidade, integridade, disponibilidade e autenticidade” (C.I.D.A.).

É importante destacar ainda que a SI não engloba apenas os sistemas computacionais, informações eletrônicas ou sistemas de armazenamento. “O conceito se aplica a todos os aspectos de proteção de informações e dados. O conceito de Segurança Informática ou Segurança de Computadores está intimamente relacionado com o de Segurança da Informação, incluindo não apenas a segurança dos dados/informação, mas também a dos sistemas em SI” (Wikipédia).

 

g) Segurança Eletrônica

É uma das ramificações relacionadas à segurança patrimonial. Estar relacionada ao uso de equipamentos eletrônicos que visam à proteção de ativos, tais como: CFTV, alarmes, sensores de intrusão, cancelas eletrônicas, bloqueios de controle de acesso, etc. Ao contrário do modelo de segurança do passado, em que os recursos estavam restritos apenas ao fator humano, agora a segurança funciona através da integração homem e máquina. Hoje os equipamentos tecnológicos e sua automação é algo indispensável para a proteção das organizações e já é muito utilizado em residências. Dentro deste contexto, surge uma nova aplicação denominada de Internet das Coisas (IOT), ou seja, equipamentos ligados a Internet proporcionando ainda mais segurança e praticidade para as empresas, residências e segurança pública.

 

h) Segurança Pessoal

Atividade voltada para a proteção pessoal através das empresas especializadas ou com segurança orgânica. É exercida por profissionais com curso de formação específico em escola de formação autorizado pela Polícia Federal. Visa à proteção de autoridades, executivos. Atividade também chamada de Segurança VIP. No âmbito empresarial, somente pode ser exercida por empresas especializadas ou empresas que possuam quadro próprio de segurança (orgânicas). Em ambos os casos, deve ser obrigatoriamente autorizado pela Polícia Federal.

Lembrete: O profissional de segurança pessoal não pode atuar como autônomo. Obrigatoriamente precisa está vinculando a uma empresa autorizada a exercer tal atividade.

i) Segurança Corporativa

Embora normalmente as empresas que possuem este departamento contemplem apenas a segurança no âmbito da segurança da informação, o termo refere-se à segurança de forma abrangente e envolve a segurança organizacional como um todo, ou seja, a segurança da informação e patrimonial. Abrange a proteção de todos os ativos, tangíveis e intangíveis.

 

j) Segurança Empresarial

Alguns autores tratam a segurança corporativa e empresarial como sinônimo, ou seja, em ambos os casos, abrange todas as ramificações da segurança, tais como: segurança da informação, segurança patrimonial, segurança eletrônica, inteligência e segurança do trabalho.

Para saber mais sobre o que é segurança empresarial, recomendamos a leitura o artigo: Você sabe o que é Segurança Empresarial?

 

Considerações finais

Conforme exposto acima, listamos as principais variações do termo Segurança e escolhemos uma definição dentro do conceito prático daquilo que é entendido sobre cada uma de suas denominações.

Agora que o leitor tem uma vaga noção a respeito de algumas opiniões sobre cada definição de segurança, poderá iniciar a sua própria investigação. É o que, simplesmente, desejamos.

Deixe seus comentários abaixo!

Tags: , , , , , , , , , , , ,


Editorial

é graduado em Gestão de Segurança Empresarial, possui Especialização em Consultoria Empresarial com Ênfase em Segurança Corporativa. Pós graduando em Gestão Política e Planejamento Estratégico pela Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra – ADESG-BA. É idealizador e responsável pelo site www.de-seguranca.com.br.




Voltar ao topo ↑
  • Enquetes

    O que você gostaria de encontrar neste site?

    Ver resultados

    Carregando ... Carregando ...
  • Parceiros